Responsabilidade Social

Por meio do seu braço social, o Instituto Oi Futuro, a Oi completa uma década de democratização do acesso ao conhecimento, acelerando e promovendo o desenvolvimento humano, além de ter ampliado seu escopo de atuação ao apoiar as iniciativas de esporte e meio ambiente. Além disso, a companhia possui importantes parcerias institucionais, tal como a do Grupo Cultural AfroReggae.

Oi Futuro

A atuação da Oi em responsabilidade social se dá por meio do Oi Futuro, uma entidade sem fins lucrativos, pessoa jurídica independente, com estatuto, diretorias, objetivos e programas de ação próprios.

Criado em 2006, ocupando o papel até então desenvolvido pelo Instituto Telemar, que desde a virada do milênio vinha atuando para a abertura de novos horizontes nas áreas de educação e cultura, o Oi Futuro, em linha com a sua missão de democratizar o acesso ao conhecimento para acelerar e promover o desenvolvimento humano, encerrou a década com relevantes projetos nestas duas áreas.

Além disso, em 2010, ampliou o seu escopo de atuação. Passou a incentivar iniciativas também no segmento de esporte – recebendo o Prêmio “Empresário Amigo do Esporte” – e no de meio ambiente, lançando os primeiros editais de apoio a projetos nestas duas áreas. A área de educação revisou o seu direcionamento estratégico e passou a dar mais ênfase na produção de conteúdo educacional para a melhoria da educação básica no país.

No ano, a abrangência geográfica da atuação do Oi Futuro também se expandiu e ganhou caráter nacional, refletindo a dimensão da Oi que, em 2009, ao incorporar a Brasil Telecom, começou a oferecer serviços em mais nove Estados e o Distrito Federal. Ao todo, mais de 4 milhões de pessoas são beneficiadas pelos projetos apoiados nas quatro áreas de atuação do Oi Futuro. Confira a seguir os principais destaques em cada uma delas:

Cultura

O ano de 2010 foi o primeiro em que o Oi Futuro atuou efetivamente em todas as regiões do país, por meio da gestão do Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados, que alcançou o número recorde de inscrições (5.444) e de projetos patrocinados (259) na história do programa. Este também foi um ano de consolidação dos novos espaços culturais em Ipanema e Belo Horizonte.

Uma importante novidade do ano foi a implantação do Centro de Preservação do Museu das Telecomunicações no Rio de Janeiro, criado dentro das mais modernas técnicas internacionais de acondicionamento, conservação de documentos e objetos museológicos.

Anima MundiFestival Internacional de Animação do Brasil, apoiado pelo Programa Oi de Patrocínios Culturais Incentivados

Oi Futuro (Centros Culturais)

Em 2010, o Oi Futuro foi indicado para um dos mais importantes prêmios brasileiros na área de cultura. Concedido pela Editora Abril, o 6o. Prêmio Bravo! Bradesco Prime de Cultura elegeu o Oi Futuro como um dos três melhores do Brasil na categoria “Programação”. O reconhecimento dessa excelência resultou em maior visibilidade nacional e internacional, demonstrada pelas exposições procedentes dos Estados Unidos, França, Irã e Itália, as quais estão programadas para os primeiros meses de 2011.

Com um dos mais potentes equipamentos sonoros da cidade, o Oi Futuro Ipanema conquistou músicos, público e crítica apresentando 24 grupos do Rio, São Paulo, Pernambuco, Pará e Distrito Federal. Já o Oi Futuro Flamengo completou cinco anos de atividades com uma programação especial em artes cênicas, incluindo algumas co-produções com outros países, e 13 mostras de grandes artistas visuais, consolidando sua posição de pólo irradiador de arte e tecnologia. O Oi Futuro Belo Horizonte, que abriga o Museu das Telecomunicações, o Teatro Oi Futuro Klauss Vianna e uma galeria de arte, atraiu um público de cerca de 55 mil pessoas que acompanharam uma programação de espetáculos, performances, exposições e debates sobre as mais diversas expressões artísticas, em permanente interface com as novas mídias.

Oi Futuro IpanemaCentro Cultural Oi Futuro Ipanema, Rio de Janeiro (RJ)
Oi Futuro Flamengo Centro Cultural Oi Futuro Flamengo, Rio de Janeiro (RJ)
Centro Cultural Oi Futuro Belo Horizonte (MG)

O projeto musical Multiplicidade, que desde 2005 vem unindo num mesmo palco arte visual e sonoridade experimental em espetáculos multimídia, extrapolou os limites do Oi Futuro Flamengo e lotou o Oi Casa Grande com quatro apresentações especiais. A última do ano, com Eumir Deodato, eleito por críticos e pelo voto popular do jornal O Globo como um dos dez melhores espetáculos de 2010.

Museu das Telecomunicações

Em seu quarto ano de existência, o Museu das Telecomunicações – tanto no Rio de Janeiro quanto em Belo Horizonte (BH) – intensificou seu programa educativo, fortalecendo laços com as instituições e aprimorando as atividades complementares à visita. No Rio, 13 mil estudantes participaram de visitas orientadas e, em BH, 10 mil alunos. Nas duas cidades, o museu recebeu mais de 70 mil visitantes.

Neste primeiro ano de funcionamento da Reserva Técnica, já foram tratados mais de 4.000 itens de acervo, tais como: listas telefônicas, aparelhos e instrumentos de telefonia, coleção da Revista Sino Azul e catalogação de 90% do acervo de mobiliário. O ano foi marcado também pela implementação da Midiateca, que colocará todo arquivo histórico digitalizado à disposição dos pesquisadores.

Museu das Telecomunicações, Rio de Janeiro (RJ)

Educação

O Oi Futuro investiga como a educação pode interagir com a experiência de um mundo marcado pela tecnologia da informação e da comunicação. Neste sentido, alguns programas já se tornaram emblemáticos da forma de atuação da companhia.

É o caso do Oi Tonomundo, que associa educação à tecnologia e utiliza laboratórios de informática instalados nas regiões mais distantes do país como centros de produção comunitária e universalização do conhecimento. O programa já recebeu mais de dez prêmios em sua trajetória e transformou-se em política pública para a inclusão digital nos Estados de Pernambuco, Espírito Santo e Sergipe e também nas escolas municipais de Fortaleza (CE), Natal (RN), Tiradentes (MG), Belém (PA) e Itaituba (PA).

A Oi Kabum! e suas escolas de arte e tecnologia onde jovens são formados em Design Gráfico, Web Design, Áudio Design, Computação Gráfica, Vídeo e Fotografia, também segue sua trajetória bem sucedida e obteve mais um reconhecimento, sendo o vencedor do Prêmio A Rede 2010, na categoria “Capacitação” da Modalidade “Setor Privado”. Por ano, cerca de 400 jovens são formados nas unidades Oi Kabum! do Rio de Janeiro, Recife, Salvador e Belo Horizonte.

Oi Kabum!Jovens participantes da Oi Kabum! Escola de Arte e Tecnologia, Rio de Janeiro (RJ)

Com foco nas tecnologias de informação e comunicação, o Nave – Núcleo Avançado em Educação – um centro de pesquisa e desenvolvimento de soluções didáticas para o ensino médio que tem o objetivo de contribuir para a qualidade e a inovação da educação no Brasil, completou seu sexto ano de existência, sempre atuando por meio de parcerias com as secretarias estaduais de educação, a iniciativa privada e os organismos do terceiro setor. O projeto chamou a atenção da Microsoft que, em 2009, incluiu o Nave como umas das 130 escolas mais inovadoras do mundo e, em 2010, dentro do Programa “Escolas Inovadoras da Microsoft”, o elegeu como “Escola Mentora”.

NAVE Núcleo Avançado em Educação – Recife (PE)
NAVE Núcleo Avançado em Educação – Rio de Janeiro (RJ)

O Oi Conecta, um programa em parceria com o Governo Federal, leva banda larga a mais de 40 mil escolas públicas, beneficiando cerca de 26 milhões de alunos. Informações detalhadas sobre estes projetos encontram-se disponíveis no site http://www.oifuturo.org.br/educacao.

Jovem participante do programa Oi Conecta

Os resultados expressivos destes projetos fizeram com que, em 2010, o Oi Futuro definisse uma ampliação da estratégia de atuação para a área de educação, de forma a colocar mais ênfase na produção de conteúdo relevante para a melhoria da educação básica no Brasil. Foram desenvolvidos conteúdos para as disciplinas de português, matemática e sustentabilidade, que serão compartilhados, via internet, com escolas públicas de todo o país beneficiadas pela instalação de banda larga realizada pela Oi.

Em parceria com a Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro, o Oi Futuro desenvolveu a Educopedia, uma plataforma de aulas digitais de cada disciplina, com material de suporte aos professores, planos de aula, jogos pedagógicos e vídeos, com o objetivo de tornar o ensino mais atraente e mobilizador para crianças e adolescentes, além de instrumentalizar o professor. Além disso, a Educopedia é mais uma alternativa para o reforço escolar e para os alunos que faltaram às aulas ou que não compreenderam o conteúdo ensinado. As atividades da Educopedia incluem planos de aula de todas as disciplinas, de acordo com as orientações curriculares da Secretaria Municipal da Educação. O programa oferece uma opção rápida e fácil para professores que desejam integrar tecnologia às suas aulas. As disciplinas estarão divididas em 32 aulas digitais, que correspondem às semanas do ano letivo.

O Oi Futuro realizou pesquisa inédita para entender a relação da comunidade escolar com a tecnologia, também em parceria com a Secretaria Municipal de Educação do Rio de Janeiro.

Social

O Oi Futuro dá apoio técnico e financeiro a projetos sociais desenvolvidos por organizações sem fins lucrativos de todo o país. Anualmente, por meio do programa Oi Novos Brasis, são selecionados projetos que utilizam a tecnologia da informação e da comunicação para promoção do desenvolvimento humano.

Novos BrasisProjeto Mídias Contemporâneas apoiado pelo Programa Novos Brasis

Em 2010, a sétima edição do edital contou com 756 inscrições, um crescimento de 19% em relação ao ano anterior. Foram selecionados projetos em todas as regiões do país. Conheça os selecionados que serão executados em 2011:

Amazonas

Organização: OPIPAM – Organização do Povo Indígena Parintintin do Amazonas

Projeto: Escrevendo a Própria História

Objetivo: Promover a revitalização, o registro, a sistematização e a divulgação de aspectos específicos da cultura do povo indígena Parintintin, através de atividades nas escolas indígenas envolvendo estudantes e sábios detentores dos etnoconhecimentos da cultura Kagwahiva.

Local de Realização: Humaitá

Bahia

Organização: COOPEREDE – Cooperativa Rede de Produtoras da Bahia

Projeto: Mulheres do Sertão: Mulheres em Rede

Objetivo: Contribuir para que mulheres rurais e seus grupos solidários tenham acesso a tecnologias de informação, possibilitando a sua organização cidadã, produtiva e comercial, ao mesmo tempo ampliando sua geração de renda e qualidade de vida.

Local de Realização: Araci, Conceição do Coité, Feira de Santana, Retirolândia, Santaluz, Tucano, Valente e Serrinha

http://www.rededeprodutorasba.org.br

Organização: SaferNet Brasil

Projeto: Multiplicando Direitos: oficinas para promoção do uso ético e seguro da internet através do Oi Kabum e projeto Nave Objetivo: Potencializar o uso das tecnologias de comunicação para fortalecer a promoção do uso ético e seguro da Internet, estimulando o cuidado e a cidadania on-line entre jovens internautas brasileiros.

Local de Realização: Salvador, Belo Horizonte, João Pessoa, Recife, Rio de Janeiro

http://www.safernet.org.br

Ceará

Organização: IFAN – Instituto da Infância

Projeto: Navegando na Hora do Jogo

Objetivo: Contribuir para a melhoria da aprendizagem das crianças de 7 a 12 anos, nos aspectos sócio-afetivos, culturais e cognitivos.
Local de Realização: Aracoiaba e Ocara

http://www.ifan.com.br

Distrito Federal

Organização: Guaimbê – espaço e movimento criAtivo

Projeto: Rádio Griô

Objetivo: Implantar uma rádio para divulgação dos saberes e fazeres da tradição oral da Regional Nascentes & Veredas, com a participação ativa de mestres griôs, aprendizes, professores e alunos das escolas parceiras em cada localidade e comunidades envolvidas.

Local de Realização: Brasília, Alto Paraíso de Goiás, Cavalcante, Cocalzinho de Goiás, Colinas do Sul, Goiânia, Minaçu, Monte Alegre de Goiás, Pirenópolis, Rubiataba, Teresina de Goiás, Belo Horizonte, Belo Vale, Chapada Gaúcha, Congonhas, Ituiutaba, Nova Lima e Ribeirão das Neves

http://www.guaimbe.org.br

Minas Gerais

Organização: CEDEFES – Centro de Documentação Eloy Ferreira da Silva

Projeto: Promoção e desenvolvimento de agentes quilombolas socioambientais no Médio Jequitinhonha

Objetivo: Capacitar e formar jovens quilombolas para atuarem como agentes socioambientais de suas regiões, a fim de promover a preservação turístico-patrimonial e a qualificação destes jovens para o mercado de trabalho.

Local de Realização: Araçuaí, Berilo, Chapada do Norte e Minas Novas

http://www.cedefes.org.br

Paraíba

Organização: Centro Cidadania – Ação e Educação Socioambiental

Projeto: Inclusão Digital e Sustentabilidade Social no Semiárido

Objetivo: Promover a inclusão social de jovens e suas famílias através da implantação de uma escola itinerante de informática, utilizando para a sustentabilidade desta o beneficiamento da castanha-de-caju, criando as necessárias condições às comunidades pobres de gerar e ocupar postos de trabalho.

Local de Realização: Água Branca, Cacimbas, Desterro, Imaculada, Mãe d’Água, Maturéia, Teixeira e Brejinho

http://www.centrocidadania.org

Piauí

Organização: Comunicadores de Rádio – Fundação Dom Avelar Brandão Vilela

Projeto: Um Olhar para a Cidadania

Objetivo: Debater e apresentar soluções concretas que favoreçam a inclusão do deficiente visual no mundo dos com visão, através do rádio, utilizando a internet como plataforma.

Local de Realização: Todas as cidades do estado do Piauí

http://www.comunicadoresderadio.com.br

Paraná

Organização: Associação Outro Olhar – Associação de Cooperação Técnica para o Desenvolvimento Humano

Projeto: Oindio: Cultura e Oportunidade na Rede

Objetivo: Oportunizar o uso das tecnologias de comunicação e da informação como ferramenta para a expressão da cultura e da realidade das comunidades indígenas dos estados de Santa Catarina e do Paraná.

Local de Realização: Chopinzinho, Diamante d’Oeste, Guarapuava, Nova Laranjeiras, Entre Rios e Ipuaçu.

Rio de Janeiro

Organização: Mitra – Pastoral do Menor

Projeto: Passaporte da Cidadania

Objetivo: Contribuir para a articulação de atores estratégicos comprometidos com a garantia de direitos de crianças e adolescentes e a mobilização da sociedade, visando à integração social de crianças e adolescentes em situação de rua, conforme preceitua o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA) e a Política de Atendimento Municipal.

Local de Realização: Rio de Janeiro

http://www.pastoraldomenor.org.br

Organização: AAJBRJ – Associação dos Amigos do Jardim Botânico

Projeto: Florescer-Famílias

Objetivo: Desenvolver atuação multidisciplinar com famílias, cujos filhos apresentem baixo rendimento escolar, de modo que a transformação da qualidade dos relacionamentos familiares estimule a participação dos pais na vida escolar dos filhos, alterando tais indicadores.

Local de Realização: Rio de Janeiro

http://www.amigosjb.org.br

Organização: Banco da Providência

Projeto: Agencia Jovem de Comunicação

Objetivo: Capacitar jovens para a utilização de tecnologias da comunicação e informação em favor do seu acesso ao mercado de trabalho e do desenvolvimento local de suas comunidades.

Local de Realização: Rio de Janeiro

http://www.bancodaprovidencia.org.br

Organização: Escola de Gente – Comunicação em Inclusão

Projeto: Agentes de Promoção da Acessibilidade

Objetivo: Formar jovens como Agentes de Promoção de Acessibilidade por meio de oficinas de mídias acessíveis com conteúdos e práticas inovadoras no Brasil para que multipliquem estas vivências e reflexões em suas comunidades.

Local de Realização: Rio de Janeiro

http://www.escoladegente.org.br

Rio Grande do Sul

Organização: CEDEJOR – Centro de Desenvolvimento do Jovem Rural

Projeto: Rede Juvenil Chão de Sonhos

Objetivo: Promover a formação de uma Rede de Jovens Rurais Chão de Sonhos dos Estados do Sul do Brasil com ênfase na difusão de empreendedorismo social e produtivo e de iniciativas culturais representativas do modo de vida desta população, por meio da utilização de tecnologias de informação e de comunicação.

Local de Realização: Sobradinho, Fernandes Pinheiro, Guamiranga, Imbituva, Inácio Martins, Ipiranga, Irati, Ivaí, Mallet, Paulo Frontin, Prudentópolis, Rebouças, Rio Azul, Teixeira Soares, Vera Cruz, Arroio do Tigre, Boqueirão do Leão, Cachoeira do Sul, Candelária, Encruzilhada do Sul, Gramado Xavier, Ibarama, Paraíso do Sul, Passa Sete, Rio Pardo, Santa Cruz do Sul, Segredo, Sinimbu, Tunas, Anitápolis, Braço do Norte, Grão Pará, Gravatal, Lauro Muller, Orleans, Rio Fortuna, São Ludgero, São Martinho, Siderópolis, Treviso, Urussanga e Santa Rosa de Lima.

http://www.cedejor.org.br

Organização: CUFA RS – Central Única das Favela

Projeto: Transfotografia – um olhar para o futuro!

Objetivo: Realizar oficinas de fotografia como meio de inclusão social, buscando instigar o debate e a reflexão nas comunidades com os adolescentes, proporcionando maior interesse e valorização ao ensino formal e construindo novas relações junto à comunidade escolar.

Local de Realização: Alvorada, Cachoeira do Sul, Canoas, Cidreira, Eldorado do Sul, Frederico Westphalen, Guaíba, Montenegro, Pelotas, Porto Alegre, Rio Grande, Santa Cruz do Sul, Santa Maria e Sapucaia do Sul.

http://www.cufars.org.br

Organização: Esporte Clube Cidadão – Associação Cristã de Moços do Rio Grande do Sul Vila Restinga Olímpica

Projeto: Transformando Realidades através da Tecnologia da Informação e Comunicação

Objetivo: Oportunizar e qualificar jovens em diferentes tecnologias de informação e comunicação, bem como em tecnologias sociais, contribuindo para a formação do cidadão crítico e participativo, por meio da capacitação e qualificação, favorecendo o desenvolvimento de comunidades de baixa renda.

Local de Realização: Porto Alegre

http://www.acm-rs.com.br

Organização: CIRANDAR – Centro de Integração de Redes Sociais e Culturas Locais

Projeto: GRAVAÊH! Estúdio Móvel

Objetivo: Promover, articular e divulgar os músicos e bandas de todos os segmentos e estilos, em um estúdio móvel de gravação tecnologicamente equipado, descobrindo talentos.

Local de Realização: Caxias do Sul, Gramado, Porto Alegre, Rio Grande, Santa Maria, Torres e Uruguaiana.

http://www.cirandar.org.br/gravaeh

Roraima

Organização: M2H RR – Movimento Hip Hop de Roraima

Projeto: Minha Comunidade, Nosso Lugar

Objetivo: Capacitar jovens em curso em áudio visual e webdesign e produção cultural, para que desenvolvam em suas comunidades a valorização de ações sócio-culturais reproduzidas por jovens da própria comunidade.

Local de Realização: Boa Vista, Bonfim, Caracaraí, Iracema, Mucajaí e Pacaraima

http://www.hiphop-roraima.blogspot.com

São Paulo

Organização: Associação Educacional e Assistencial Casa do Zezinho

Projeto: Agência WEB 2.0

Objetivo: Criar uma agência digital para capacitar jovens da Casa do Zezinho visando atuação no mercado de comunicação e marketing digital.

Local de Realização: São Paulo

http://www.casadozezinho.org.br

Organização: ONG JD – ONG Pró Crianças e Jovens Diabéticos

Projeto: O Bom Combate – Mapeamento Digital dos Direitos dos Portadores de Diabetes

Objetivo: Disponibilizar na web legislação vigente de interesse dos diabéticos, possibilitando a manutenção de um banco de dados atualizado que possa ser facilmente consultado.

Local de Realização: Âmbito Nacional

http://www.prodiabeticos.org.br

Tocantins

Organização: Instituto Ecológica Palmas

Projeto: Disseminando a Inclusão Digital e Profissional no Tocantins

Objetivo: Promover a inclusão de jovens no mercado de trabalho através da disseminação e replicação do conhecimento adquirido sobre design gráfico, tendo os participantes acesso livre à internet.

Local de Realização: Pium

http://www.ecologica.org.br

Além disso, a companhia apoiou 27 projetos dos Fundos Públicos da Infância e da Adolescência (FIA), por meio de parceria com os Conselhos Estaduais e Municipais de Defesa dos Direitos da Criança e do Adolescente de São Paulo, Alagoas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Goiás, Maranhão, Minas Gerais, Pará, Paraná, Rio de Janeiro, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Santa Catarina, Sergipe, Pernambuco e Mato Grosso.

Esportes

Na área de esportes, a Oi, por meio do Oi Futuro, foi a primeira empresa de telecomunicações a apostar nos projetos sócio-esportivos inseridos na Lei Federal de Incentivo ao Esporte. Em 2010, o Oi Futuro lançou seu primeiro edital de Patrocínio Esportivo Incentivado, selecionando 20 projetos de diversas regiões do país, que receberão o investimento de R$ 3 milhões. O programa, destinado a projetos de desporto e paradesporto, busca apoiar e fomentar o esporte brasileiro através do desenvolvimento de novas tecnologias e de ações esportivas inovadoras e sustentáveis, que possam ser aplicadas em diferentes comunidades. A atuação da Oi na área de esportes já começou a render reconhecimentos e, em 2010, a empresa recebeu do Ministério do Esporte o selo “Empresário Amigo do Esporte”.

Projeto Pra Não Deixar a Peteca Cair, da Associação Miratus de Badminton (RJ), apoiado pelo Programa de Patrocínios Esportivos

Meio Ambiente

O ano marcou também o lançamento do primeiro edital da Oi para a seleção de projetos voltados para a temática ambiental. O Programa Oi de Projetos para o Meio Ambiente 2010 busca apoiar, em todo o país, iniciativas de efeito multiplicador com o objetivo de construir uma nova realidade para as diferentes comunidades, desde as grandes metrópoles até os pontos mais distantes do Brasil, selecionando projetos de conservação e preservação ambiental nas áreas de: financiamento de novos empreendimentos, integrando sustentabilidade e conservação ambiental; implementação/fortalecimento de tecnologias sociais que promovam o desenvolvimento sustentável e a conservação do meio ambiente; uso de novas tecnologias para a preservação ambiental e educação para a sustentabilidade.

Lançamento do primeiro Edital do Programa Oi de Projetos para o Meio Ambiente 2010

AfroReggae

Desde 2010, a Oi é parceira institucional de uma das ONGs mais atuantes do país, o Grupo Cultural AfroReggae. Com núcleos em cinco comunidades do Rio de Janeiro, 14 grupos artísticos e projetos especiais em todo o país e no exterior, o AfroReggae tornou-se referência em gestão sociocultural, com grande êxito na retirada de jovens da criminalidade por meio da arte e da cultura. Atualmente, cerca de 7 mil jovens são beneficiados direta ou indiretamente pela instituição.

A parceria tem o objetivo de contribuir para a disseminação de valores sustentáveis que incentivem a ética, o bem-estar social e ações para o equilíbrio ambiental, em favor do desenvolvimento da sociedade.

O patrocínio da companhia ao AfroReggae contempla as produções artísticas do grupo, os projetos de inclusão social, oficinas de música e arte e demais atividades culturais e educacionais. Estando mais próxima das áreas em que o AfroReggae atua, a companhia quer levar sua oferta de produtos e serviços para essas comunidades, promovendo cidadania por meio da informação e incentivando o desenvolvimento sustentável.

Crianças do Grupo Cultural AfroReggae

A Oi também patrocinou a terceira temporada do programa televisivo Conexões Urbanas, uma das atividades culturais de maior força e visibilidade do grupo cultural.

É por meio de iniciativas como essas que a companhia pretende ampliar a integração social, intensificar a conexão entre as pessoas e promover transformações, alavancadas pelos mais diversos movimentos coletivos.

Outras Ações (Parcerias, Institucionais)

Programa Banda Larga nas Escolas

O Decreto Presidencial 6.424 de 2008 refletiu o processo de negociação que resultou na mudança dos contratos de concessão com as operadoras fixas, do Serviço Telefônico Fixo Comutado (STFC). As operadoras assumiram os seguintes compromissos: implantar backhauls* em todas as sedes municipais brasileiras e instalar conexão de 1 Mbps em cada uma das 56 mil escolas públicas urbanas de ensino médio e fundamental até 2010. O MEC atualizou a lista corrigida para as escolas públicas elegíveis e são cerca de 51 mil escolas que devem ter acesso à internet banda larga. Em ambos os casos, sem custos para os governos federal, estaduais e municipais até 2025.

Até dezembro de 2010, a Oi levou o acesso ao serviço de conexão de internet de alta velocidade a  mais de 4.600 municípios, em 46.800 escolas públicas urbanas. Este número representa o cumprimento de mais de 100% do compromisso inicial. Além disso, assinou, com os órgãos da esfera estadual e municipal, 3.015 termos de adesão ao serviço de comunicação multimídia, realizando inclusive a doação de modems.

O sucesso do Programa Banda Larga nas Escolas comprova a capacidade e eficiência da companhia de implantar projetos em benefício da sociedade. É um orgulho para a Oi, em parceria com o governo federal, ter implantado, em menos de três anos, um programa de inclusão digital de escolas públicas que poucos países do mundo podem contar. Desta forma, a partir do acesso à informação, propiciado pelo uso da internet em banda larga, os estudantes garantem a sua inserção no mercado de trabalho futuro e acesso à cidadania.

* Infraestrutura de rede de suporte do Serviço Telefônico Fixo Comutado para conexão em banda larga, interligando as redes de acesso ao backbone da operadora.

Fronteira Integrada

O Projeto Fronteira Integrada levará 25 pontos de atendimento eletrônico do Banco do Brasil (BB) ao Estado do Amazonas, na divisa com a Colômbia, beneficiando cerca de 7 mil pessoas em diversos municípios, incluindo alguns locais no interior da floresta onde só é possível chegar por transporte fluvial ou em aviões das Forças Armadas. A chegada do BB estimula o desenvolvimento local, com crescimento do comércio e recolhimento de impostos.

Grande parte dos habitantes destas localidades são indígenas, ribeirinhos e militares que levavam até 14 horas de barco para sacar o salário ou a aposentadoria na agência bancária mais próxima. O projeto contribui para a estratégia do Governo de ocupar e garantir a soberania nacional nas regiões de fronteira, principalmente na Amazônia.

Com o Fronteira Integrada, soldados do Exército estão sendo treinados para auxiliar a população a buscar novos negócios com linhas de crédito voltadas à agricultura familiar sustentável. O projeto modifica uma realidade marcada pela negociação por meio de escambo (troca de bens ou serviços) ou de moeda estrangeira.

Ao todo, foram instalados sete pontos prioritários, dos quais quatro em 2010: Palmeira, Javari, Estirão do Equador, Maturacá e Barcelos.

Presença na Antártica

Desde marco de 2006, os serviços de telecomunicações da Estação Antártica Comandante Ferraz (EACF) são realizados exclusivamente pela rede da Oi, em virtude de convênio firmado com a Comissão Interministerial para os Recursos do Mar (CIRM), coordenada pela Marinha do Brasil. Desde então, a atuação da Oi na Antártica tem sido essencial para viabilizar a comunicação entre os pesquisadores e militares que atuam na EACF com as universidades, centros de pesquisa, órgãos de governo e familiares no Brasil e no resto do mundo.

Em 2009, foi realizada a modernização e atualização dos equipamentos de telecomunicações e reestruturado o site da Oi na Antártica. Além disso, a companhia doou ao Programa Antártico Brasileiro (Proantar) recursos para aquisição de embarcação adaptada para operar nas condições climáticas do continente antártico com vistas a suportar a logística de embarque e desembarque de materiais dos navios para a EACF.

A Oi realiza anualmente treinamento dos militares que passam 13 meses no continente, por meio de um programa especial de capacitação sobre conceitos da rede, transmissão via satélite, telefonia móvel, englobando operação e manutenção e uma visão sistêmica da infraestrutura montada na base brasileira da Antártica, a fim de que os militares estejam aptos e seguros para agir em situações emergenciais, preparando-os para as adversidades que envolvem energia e congelamento de antenas e também para reiniciar equipamentos, o que não é possível executar remotamente do Brasil.

Em 2011, durante a operação de manutenção preventiva dos equipamentos de telecomunicações na EACF, serão instalados modernos equipamentos e artefatos de proteção às antenas em operação, garantindo melhor funcionamento e durabilidade naquelas condições climáticas.

Pontos de Presença do Exército Brasileiro

Em cumprimento às exigências da Anatel, relativas ao processo de aquisição da Brasil Telecom, a Oi conectou 49 pontos de presença do Exército Brasileiro: 25 destacamentos e pelotões de fronteira, três companhias de fronteira, oito batalhões, seis regimentos de cavalaria mecanizada, seis hospitais militares e um campo de instrução.

Em 2011, serão conectados mais 16 pontos de fronteira, que ficam isolados na região amazônica e cuja implantação está aguardando disponibilidade de transporte do Exército. A Oi também conectará o contingente militar brasileiro no Haiti, em atendimento ao pleito do Exército realizado em 2010.

Em cada um destes pontos, a Oi fornece 1 Mbps para transmissão de dados, três computadores portáteis (laptops) e 20 ramais telefônicos. Não há ônus para o Exército. Os custos do projeto com instalação, manutenção e conta mensal serão arcados integralmente pela Oi até 2025.

Além da conexão dos pontos de presença, a Oi equipou uma sala de treinamento no Comando Militar da Amazônia, em Manaus, e ministrou treinamento para os militares indicados pelo Exército, capacitando-os para a operação da rede e para a manutenção preventiva e corretiva dos equipamentos instalados.  O projeto contribui para uma significativa melhoria das comunicações nestes pontos de presença. Em muitos deles, a internet está chegando pela primeira vez. Isto permite a conectividade dos militares lotados nestes locais com o mundo e possibilita que o Exército use as ferramentas da tecnologia da informação para diversos fins, como, por exemplo, para tornar mais efetivo o controle das áreas de fronteira e para potencializar os recursos dos hospitais militares com aplicações em gestão e serviços de saúde.

Apoio às vítimas das enchentes no Nordeste

Para auxiliar a população atingida pelas fortes chuvas ocorridas em 2010, nos Estados de Alagoas e Pernambuco, a Oi realizou uma campanha de fornecimento de donativos, por meio de mensagens de texto via celular, encaminhadas aos seus clientes do plano pós-pago, bem como disponibilizou espaços em seus prédios, em todas as capitais do Brasil, para o recolhimento e transporte de todo o material entregue e destinado às vítimas.

Soluções em Tecnologia aplicadas ao Governo

A Oi dedicou-se nos últimos anos a desenvolver soluções de Telecomunicações e Tecnologia da Informação, visando à melhoria dos indicadores públicos de educação, saúde e segurança, e contribuindo para a autonomia local, a decisão política, a ação técnica e o atendimento de suas respectivas demandas.

O Oi Giga (Guia de integração, gestão e administração pública baseada em tecnologia) é a concretização desse trabalho, o que torna a companhia um provedor único ao combinar seu portfólio com soluções customizadas de acordo com a necessidade dos governos municipais, estaduais e federal.

Eleições 2010

A Oi teve um papel fundamental no processo eleitoral brasileiro em 2010.

A companhia proveu a rede de comunicação de dados, para interligar os TREs (Tribunais Regionais Eleitorais) de cada Estado aos seus respectivos cartórios eleitorais, além de ter atendido serviços solicitados especificamente para o dia da votação, como terminais telefônicos, acesso à internet banda larga e circuito de dados.

É a terceira vez que a Oi atua em eleições majoritárias, oferecendo rede de dados. Esta escolha foi resultado de uma licitação conduzida pelo Tribunal Superior Eleitoral (TSE), que permitiu à companhia marcar presença em todo o Brasil (exceto o Estado de São Paulo).

As eleições foram observadas por mais de 150 representantes governamentais e não-governamentais de diversas partes do mundo. Eles vieram ao Brasil acompanhar o processo eleitoral, considerado um dos mais avançados atualmente. Um dos principais elogios é em relação à rapidez proporcionada pela rede de transmissão e pela urna eletrônica tanto no momento da votação quanto na própria apuração dos votos.

Voz no Campo

A Oi tem atuado em parceria com o Governo do Espírito Santo no Novo Plano Estratégico de Desenvolvimento da Agricultura Capixaba (Novo Pedeag).

O programa tem por objetivo disponibilizar ao agricultor uma moderna rede de telecomunicações, com transmissão de voz e de dados, além de acesso à internet, possibilitando aumentar o poder de barganha dos agricultores frente ao mercado de produtos e insumos. Além disso, cria condições para elevar o padrão de bem-estar das famílias rurais situadas em localidades fora do perfil do PGMU (Plano Geral de Metas de Universalização).

O papel da Oi vai além de ser um parceiro estratégico nas ações que buscam o desenvolvimento sustentável do Espírito Santo. Sua atuação na parceria tem sido prestar consultoria em relação a estrutura de telecomunicações a ser montada, administrar, operar e manter a rede construída, garantindo à continuidade da prestação do serviço.

Parcerias em Campanhas Sociais

Ciente do seu papel social, a Oi apoiou a Campanha de envio de SMS (short message service) para o Ministério da Saúde estimulando a vacinação dos clientes contra gripe (H1N1) e a campanha do Ministério Público da Bahia contra à violência sexual. Desenvolveu ainda mais de 15 estampas de cartão de telefonia pública em parceria com as Forças Armadas, órgãos públicos e associações e entidades sem fins lucrativos. As estampas contribuem com a divulgação para todo o Brasil das belezas, eventos, ações socioculturais e institucionais de cada Estado estimulando o turismo e apoiando as campanhas de conscientização.

Expressinhos na Justiça

Para simplificar e dar agilidade às soluções de questões que chegam ao Judiciário, a Oi deu continuidade ao projeto Expressinhos na Justiça, em parceria com Tribunais Estaduais de Justiça. São 31 unidades espalhadas por todo o Brasil, cumprindo o objetivo de realizar conciliações.

Termo de Mútua Cooperação Contra a Pedofilia

A Oi está cada vez mais empenhada em cumprir o seu papel social no país. E, por isto, tem se envolvido em projetos que visam conscientizar a população sobre assuntos de grande importância, como por exemplo, o combate aos crimes praticados contra crianças e adolescentes na internet. A empresa tem adotado diversas iniciativas, dentre as quais ações de comunicação para alertar pais, crianças e adolescentes nas faturas telefônicas do “Oi Fixo”, além do informativo no website.

Esse posicionamento é resultado do Termo de Mútua Cooperação Contra a Pedofilia, que a Oi firmou em parceria com a SaferNet Brasil (entidade de defesa do acesso seguro à internet), órgãos governamentais e outras operadoras de telecomunicações.

O Termo foi criado em 2008 para atender a necessidade de aumentar a efetividade do rastreamento da origem das conexões à internet pelas quais os crimes eram praticados, além de engajar mais entidades nas ações de educação e prevenção. A Oi foi a primeira operadora a assinar o documento e tem feito grandes investimentos em sua rede de internet, a fim de oferecer informações cada vez mais detalhadas e precisas acerca da identificação dos responsáveis.

Principais Indicadores Sociais 2010

  2010 2009
Base de Cálculo Valor (Mil reais)     Valor (Mil reais)    
Receita líquida (RL) 29.479.382     29.996.832    
Resultado operacional (RO) 1.665.687     5.420.507    
Folha de pagamento bruta (FPB) 1.967.099     2.054.600    
Indicadores Sociais Internos Valor (Mil reais) % sobre FPB % sobre RL Valor (Mil reais) % sobre FPB % sobre RL
Alimentação Food 103.725 5,27% 0,35% 105.021 5,11% 0,35%
Encargos sociais compulsórios 338.562 17,21% 1,15% 411.368 20,02% 1,37%
Previdência privada 50.889 2,59% 0,17% 57.215 2,78% 0,19%
Saúde 68.587 3,49% 0,23% 68.054 3,31% 0,23%
Segurança e saúde no trabalho 6.525 0,33% 0,02% 8.058 0,39% 0,03%
Educação 0 0,00% 0,00% 0 0,00% 0,00%
Cultura 0 0,00% 0,00% 0 0,00% 0,00%
Capacitação e desenvolvimento profissional 11.809 0,60% 0,04% 16.308 0,79% 0,05%
Creches ou auxílio-creche 6.897 0,35% 0,02% 6.535 0,32% 0,02%
Participação nos lucros ou resultados 318.322 16,18% 1,08% 114.092 5,55% 0,38%
Outros 26.313 1,34% 0,09% 64.274 3,13% 0,21%
Total – Indicadores sociais internos 931.628 47,36% 3,16% 850.925 41,42% 2,84%
Indicadores Sociais Externos Valor (Mil reais) % sobre RO % sobre RL Valor (Mil reais) % sobre RO % sobre RL
Educação 24.065 1,44% 0,08% 22.815 0,42% 0,08%
Cultura 66.156 3,97% 0,22% 52.496 0,97% 0,18%
Esporte 8.476 0,51% 0,03% 5.398 0,10% 0,02%
Total das contribuições para a sociedade* 98.697 5,93% 0,33% 80.709 1,49% 0,27%
Tributos (excluídos encargos sociais) 10.596.090 636,14% 35,94% 11.196.694 206,56% 37,33%
Total – Indicadores sociais externos 10.694.787 642,06% 36,28% 11.277.403 208,05% 37,60%
Indicadores do Corpo Funcional    
Número de empregados(as) ao final do período 11.819 12.372
Número de admissões durante o período 1.525 1.838
Número de empregados terceirizados(as) 128.216 145.405
Número de estagiários(as) 417 251
Número de mulheres que trabalham na empresa 4.573 4.707
% de cargos de chefia ocupados por mulheres % 24% 24%
Número de portadores de deficiência ou necessidades especiais 272 297
Outras informações: Contador responsável pelas informações – Piero Carbone (CRC-RJ 059672) CPF: 528.180.477-49
*Estes valores incluem os incentivos fiscais e doações para o Fundo para Infância e Adolescência – FIA
X

Envie seu comentário.
O texto não será publicado no site.